quarta-feira, novembro 01, 2006

Mega Man X - Highway


Começando do começo: um cientista (louco) chamado Dr. Thomas Light cria X, um robô capaz de tomar decisões sem se sujeitar à Primeira Lei da Robótica (oras, vocês viram "Eu, Robô", com certeza sabem do que se trata). Percebendo que essa idéia de jerico tinha todo o potencial pra dar merda - e das grandes -, o cara resolve trancafiar o invento em uma cápsula por cerca de 30 anos (o suficiente pra ele morrer sem ser aniquilado por sua criação, como um Dr. Frankenstein moderno). A cápsula passa todo esse período verificando os sistemas do robô, até ter certeza que libertá-lo não seria perigoso.

Um porrilhão de anos depois, outro cientista louco, Dr. Cain, encontra o antigo laboratório do Dr. T. Light e se depara com X. Uma tela na cápsula apresenta uma análise detalhada do "corpo" dele, seguida por uma anotação do Dr. Light, que diz o seguinte:

"X é o primeiro de uma nova geração de robôs com uma característica inovadora: a habilidade de pensar, sentir e tomar decisões próprias. Essa habilidade, entretanto, pode ser extremamente perigosa. Se 'X' decidir quebrar a primeira lei da robótica, 'Um robô nunca deve ferir um ser humano', os resultados podem ser desastrosos e temo que força alguma na terra seria capaz de impedi-lo.

Aproximadamente 30 anos serão necessários antes que possamos confirmar se ele é confiável. Infelizmente não viverei para ver esse dia, tampouco tenho alguém para dar continuidade ao meu trabalho. Conseqüentemente, decidi selá-lo nesta cápsula, que irá testar seus sistemas internos até que sua confiabilidade seja confirmada. Até lá, por favor, deixe a cápsula em paz.

'X' representa grandes riscos, assim como grandes possibilidades. Posso apenas esperar o melhor.

18 de setembro, 20XX

T. Light"


É claro que o Dr. Cain abre a cápsula. E maravilhado com o invento à sua frente, praticamente um ser humano metálico, resolve duplicá-lo. Leva X consigo e ambos passam a fazer novos robôs com base nos diários do Dr. Light. Essas cópias são chamadas Reploids. Com o tempo, entretanto, isso acaba dando merda (lógico, ou não teríamos jogo) e alguns Reploids passam a atacar seres humanos. Esses robôs são chamados Mavericks. Em contrapartida, alguns Reploids juntam-se a Zero, um robô cuja história não tem muita explicação no jogo, e tornam-se Maverick Hunters.

Algum tempo depois, liderados por Sigma, um Maverick Hunter vira-casaca, os Mavericks chegam à conclusão que humanos são inferiores e estão limitando seu crescimento. Por essa razão, a humanidade deve ser erradicada.

Puta lógica robótica esquisita. Mas não posso dizer que desaprovo.

Enfim. É nessa hora que X, cansado de ficar só assistindo suas crias tocarem o terror por aí, resolve baixar o cacete em todos esses Mavericks pra mostrar que ele ainda dá no couro, apesar de ser obsoleto.

Agora chega de preâmbulos. Vamos ao jogo.

LEVEL 1 - Via Expressa



Nada a fazer além de seguir em frente detonando os inimigos que surgirem pelo caminho. Se esse é seu primeiro contato com Mega Man X - e seja bem-vindo do seu coma de 20 anos -, lembre-se que os Mavericks reaparecem sempre que você se afasta do lugar onde os encontrou e retorna. Se por um lado isso é um porre, já que é muito xarope ter que matar o mesmo adversário repetidas vezes, também é ótimo, pois é uma boa maneira de encher seu life antes de encarar um chefão.

Se estiver jogando no emulador, aqui vai uma dica: configure o botão de tiro para funcionar no modo turbo. É mais rápido e mais eficiente que aguardar até que o X Buster carregue. Você vai me agradecer quando perceber que é bem mais fácil matar os inimigos mais tenazes com uma seqüência de tiros simples do que com alguns X Busters carregados a duras penas.


De posse dessas duas informações, siga adiante passando fogo em quem surgir no seu caminho. Se for preciso recuar de vez em quando, cuidado pra não voltar demais e ter que matar o mesmo inimigo de novo. Quando se deparar com o primeiro helicóptero que parece um enorme inseto (veja imagem abaixo), preocupe-se apenas em atingi-lo, não dê atenção para os robôs que ele solta. Quando o grandalhão morrer, seus "filhotes" vão junto.


Tome cuidado também na parte em que os pedaços do chão se soltam e caem, já que os Mavericks em forma de vespa aparecem nas posições mais inconvenientes possíveis. Aqui você também vai ser apresentado ao tipo mais irritante de inimigo que existe: aquele que encosta em você e foge. Poucas coisas são mais irritantes que isso. Além do mais, por que é que você tem que tomar dano por tocar no Maverick e ele não se machuca ao encostar em você? Oras. Não vejo justiça nisso (como se fosse muito justo milhares de Mavericks reunidos pra matar um mísero robô obsoleto cuja única arma é um buraco no braço que dispara... dispara... o que diabos o X dispara, afinal?).


Continue pela fase até surgir uma nave que vai soltar na sua frente um maverick dentro de uma enorme armadura, mais conhecido como Vile. O fato desse inimigo não ter sua barra de life exposta do lado direito da tela deixa claro um fato: ele VAI te cobrir de porrada. Quando seu life estiver vergonhosamente baixo, ele vai te aprisionar num tipo de campo de estase e começar um típico discurso vilanesco:

Vile: Seu pedaço vagabundo de sucata, você achou que poderia me derrotar?

Antes que ele continue, contudo, um tiro vindo de fora da tela arranca o braço da armadura que segurava X. Sabendo que essa é a primeira fase e que ainda não é o momento de descer o cacete no Zero pra acabar com a raça do protagonista, Vile simplesmente volta para a nave e vai embora.


X: Acho que não sou suficientemente poderoso para derrotá-lo...
Zero: X, você não deveria esperar derrotá-lo, ele foi criado para ser uma máquina de guerra. Lembre-se, você ainda não atingiu poder máximo. Se usar todas as habilidades para as quais foi designado, vai se tornar mais forte. Você pode até se tornar tão forte quanto eu!

Depois dessa exibição de quão imensurável é seu ego, Zero resolve deixar X experimentando o gosto da humilhação e ir cuidar de outros assuntos.

Zero: Vou seguir na frente para coletar quantas informações puder sobre a fortaleza do Sigma. Nos encontramos quando você chegar lá. Até depois. X, eu sei que você consegue.

Anote seu password e dê uma olhada no mapa:


São oito mavericks iniciais. Cada um deles, após ser derrotado, te permite usar um novo tipo de arma contra a qual outro deles é particularmente sensível. A lógica é que você selecione o mais fraco, de modo que não seja difícil matá-lo com o X Buster, e, após tomar sua arma, vá derrotando os seguintes na ordem de fraqueza.

Para mim, a melhor seqüência é: Chill Penguin, Spark Mandrill, Armored Armadillo, Launch Octopus, Boomer Kuwanger, Sting Chameleon, Storm Eagle, Flame Mammoth.

Mas há outro diferencial com relação à ordem em que você derrota os inimigos: alguns mavericks modificam outras fases ao serem mortos. É o caso, por exemplo, do Storm Eagle com o Spark Mandrill. Assim, para tornar mais fácil a fase do Mandrill, esse detonado vai começar pelo Chill Penguin, pular para o Storm Eagle, voltar ao Spark Mandrill e seguir a ordem certa a partir daí.

Eu prefiro jogar assim. Caso ache melhor usar as descrições das fases só como guias de referência, sinta-se livre para seguir a ordem que quiser.

Próxima Fase

Marcadores: , ,